6 tendências de TI pra ficar de olho em 2018

A tecnologia não para de evoluir. Cada vez mais, somos surpreendidos por lançamentos que parecem coisa de ficção científica. Na área de TI, as novidades talvez não sejam tão vistosas quanto robôs que realizam serviços domésticos, mas causam mudanças significativas na forma de trabalho das empresas e atingem diretamente a vida de milhares de pessoas.

Tendências de TI

Selecionamos algumas das principais tendências que a partir de 2018 devem começar a impactar a área de TI, seja em forma de novas tecnologias que serão utilizadas ou no dia a dia de trabalho.

TI Bimodal

Considerado como um caminho sem volta no dia a dia corporativo, a TI Bimodal divide a área em duas equipes: uma responsável por entregar os serviços da rotina diária com segurança e excelência e a outra encarregada de descobrir novas tecnologias com foco em oportunidades de negócios.No atual cenário de transformação digital, a inovação se tornou um ativo muito importante para as empresas. No modelo mais tradicional, os profissionais de TI acabam sem tempo para pensar em soluções inovadoras por causa das demandas do dia a dia.

Apesar disso, a implantação da TI Bimodal também representa um desafio à parte para os gestores, que precisam gerenciar profissionais com diferentes perfis e formas de trabalhar. O ideal é que o RH ajude nessa tarefa e ajude a adotar o modelo com assertividade.


Computação quântica

Apontada por muitos como uma revolução no mundo da tecnologia, a computação quântica substitui os 1 e 0 binários por estados de superposição que podem representar diversos valores adicionais. Isso faz com que eles sejam capazes de resolver problemas muito mais complexos do que os microprocessadores de silício tradicionais numa velocidade muito maior. Entre as possíveis aplicações, estão a possibilidade de simular a natureza, conexões ultrarrápidas de internet e chaves de criptografia impossíveis de serem quebradas.

A computação quântica teve um grande avanço na CES 2018, quando a Intel apresentou o Tangle Lake, um chip com 49 qubits. Ele mantém o principal objetivo da Intel na fabricação de chips e entrega alta velocidade de processamento, com o complemento de fornecer também velocidade de processamento paralelo. O chip apresenta ainda interconexões escaláveis para transmitir mais sinais por dentro, melhor desempenho térmico e menor interferência de radiofrequências.

IoT inteligente

Sempre citada quando se fala em tendências para tecnologia em TI, a conectividade entre dispositivos diversos e a internet já é uma tendência há algum tempo. De acordo com um relatório da Business Insider, o número de dispositivos IoT deve triplicar até 2020, chegando a incríveis 24 bilhões.

O que deve mudar daqui pra frente é a incorporação cada vez mais maior da inteligência à IoT. Cada vez mais as máquinas passarão a administrar recursos físicos e humanos, com a tecnologia assumindo um papel de extensão de cada pessoa. Isso abre novas possibilidades para o ramo de TI, tanto como prestadora de serviço quanto para implantação e manutenção.

Fog Computing

Um conceito relativamente antigo, mas que passou a receber bastante atenção com a evolução da computação em nuvem e o aumento do número de soluções de IoT. O Fog Computing utiliza as camadas de acesso da rede para descentralizar dados, cálculos e comunicações para entre a fonte de dados e a nuvem.

Gigantes do mercado de TI, como Cisco, Intel e Microsoft, tem investido cada vez mais no conceito, que traz a cloud computing pra mais perto do mundo físico, ajudando no desenvolvimento da próxima geração de dispositivos IoT. No ramo dos negócios, poderá ajudar a melhorar a produção, segurança, a infraestrutura pública, entre outras vantagens.

Protocolo IPv6

A migração para um ambiente IPv6 já é uma necessidade, considerando que os slots IPv4 já se esgotaram em algumas partes do mundo. O IPv6 atua em 128 bits e tem uma capacidade para 340 undecilhões de dispositivos conectados.

Os motivos para a adoção do novo protocolo incluem a presença cada vez maior de dispositivos que exigem uma quantia volumosa de endereços, o crescimento da rede móvel (3G, 4G, 5G) e a necessidade de um número maior de IPs e um maior suporte em relação a opções de segurança, integridade e confidencialidade.

Blockchain privado

A tecnologia blockchain deve fazer parte do dia a dia dos profissionais do TI cada vez mais a partir de 2018, mas no tipo privado. Seu alto nível de segurança tem atraído o interesse de empresas dos mais diferentes portes e segmentos. Estima-se que o investimento aumente significativamente a partir desse ano, de modo que os serviços de TI passem a representar cerca de 60% de todas as despesas de blockchain.

Em uma área dinâmica como TI, é natural ver novas tendências surgindo a cada instante. O importante é estar sempre atualizado aos últimos lançamentos e pensar em novas formas de incorporá-los às suas soluções. Quando se fala em futuro, sair na frente é sempre uma grande vantagem competitiva.

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *