Orçamento de TI: os 4 principais erros e como evitá-los

A ocorrência de erros no orçamento de TI é um problema que vem trazendo cada vez mais dor de cabeça para as empresas. Com a crescente automatização de processos em praticamente todos os segmentos do mercado, é comum ver empresas que nunca trabalharam com TI cometendo grandes equívocos ou deixando de lado questões muito importantes na hora de montar seu orçamento.

Orçamento de TI

O papel do setor de TI é gerenciar sistemas para otimizar processos, garantindo eficiência para clientes e colaboradores e segurança para os dados empresariais. Logo, é fácil entender o tamanho dos problemas que podem ser causados com eventuais erros no orçamento de TI. Para que você não precise passar por isso, fizemos uma lista com as falhas mais comuns e de que maneira você pode evita-las.

1. Infraestrutura inadequada ou obsoleta

A verdade sobre o mercado de computadores e sistemas é cruel: eles envelhecem rapidamente. Se você deixar de levar esse fato em consideração na hora de montar sua infraestrutura, é certo que vai cometer erros no orçamento de TI que vão lhe custar muito caro mais para frente.

Como evitar: a montagem de uma infraestrutura não pode ser pensada como uma solução rápida para um problema pontual, mas sim algo que deve servir para que a empresa possa operar perfeitamente pelo maior período de tempo possível.

Avalie com cuidado o uso de todas as plataformas, faça testes e monte um cronograma para atualizações e migrações de sistema. Na hora do planejamento, não esqueça de considerar o crescimento da empresa. Isso pode fazer toda a diferença. E jamais deixe seus softwares e equipamentos envelhecerem para economizar com licenças. Isso pode acabar causando problemas muito maiores, como a perda de dados e a paralisação do trabalho.


2. Pensar que os custos acabam depois da implantação do projeto

Você planejou a implantação de um grande projeto de TI na sua empresa, pesquisou as melhores soluções, pensou em cada detalhe e preparou cuidadosamente o orçamento pensando no dia do início da implantação até o seu término. Tudo certo? Não! Na verdade, você cometeu um dos erros no orçamento de TI mais comuns: não considerou o investimento necessário depois que o projeto começasse a operação.

Como evitar: a implantação de um projeto de TI não é algo simples como trocar uma peça de uma máquina com defeito; ela envolve novos procedimentos que vão alterar a forma de trabalhar de todo um setor – ou até de toda a empresa. Isso vai requerer um período de adaptação e treinamentos que devem ser considerados. Além disso, depois de instalado, o sistema precisará de uma manutenção eventual. De acordo com estudiosos, esse tipo de descuido costuma gerar um estouro de 20% no orçamento.

3. Gestão de TI desconectada dos outros setores

É natural que todo o conhecimento tecnológico de uma empresa – ou ao menos a maior parte dele – fique concentrado no setor de TI. Mas isso não significa que eles são os únicos que devem ser ouvidos na hora de montar a infraestrutura de TI. Ou você corre o risco de investir demais em algumas áreas e deixar outras completamente desfavorecidas.

Como evitar: o processo de identificação de necessidades da empresa precisa ser transparente e democrático, sempre alinhado ao planejamento estratégico. Envolva o maior número possível de líderes de setores e ouça a opinião deles antes de definir qualquer prioridade. Mas atenção: saiba buscar um equilíbrio. O que nos leva ao próximo tópico…

4. Não se ater ao estritamente necessário

Todo colaborador tem sua própria sugestão de como o negócio pode melhorar. Mas atender a todas é um dos principais erros no orçamento de TI que você pode cometer. O investimento em áreas não prioritárias vai elevar seu custo além do planejado, sem contar os gastos que serão necessários com manutenção.

Como evitar: com um bom planejamento. Defina o que é realmente precisa ser feito e quando. Avalie as necessidades com os colaboradores, mas tenha em mente que será preciso dizer alguns “nãos”. Cabe a você definir as prioridades. Evite também ações não planejadas que possam acontecer durante o processo – as famosas “já que já estamos aqui, por que não? ”. Elas são umas das maiores responsáveis por rombos no seu orçamento de TI.

Depois de analisar essa lista, fica claro que a maior parte dos erros no orçamento de TI ocorre por falhas no planejamento e falta de transparência nos processos. Lembre-se de considerar todos os aspectos da sua empresa como um todo na hora de mapear as necessidades, sempre de acordo com as metas e estratégias já traçadas. Essa é a melhor maneira de evitar desperdícios e otimizar seu orçamento de TI.

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *