Mudanças no CT-e e MDF-e começam já em dezembro e atingem pelo menos três milhões de empresas emissoras.

Novas versões trazem alterações nos documentos eletrônicos para serviços de transportes

Dois documentos fiscais eletrônicos do segmento de serviços de transportes estão passando por mudanças de versão. A partir de 12 de dezembro deste ano, já entraram em produção as versões 3.0 do Conhecimento de Transporte eletrônico (CT-e) e do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e). Até 5 de junho de 2017, as empresas precisam estar utilizando a nova versão de MDF-e, e até 4 de dezembro de 2017, a nova versão do CT-e. Quem não fizer as atualizações das versões dentro desses prazos, não conseguirá mais emitir esses documentos fiscais eletrônicos.

A consultora de negócio da Inventti, especialista em documentos fiscais eletrônicos, Karine Gresser, explica que no CT-e 3.0 foram feitas duas grandes alterações. Uma é a de exclusão de muitos campos que passam a ser preenchidos no MDF-e e outra é a inclusão do novo modelo de documento fiscal, o CT-e OS, que será utilizado para transporte de valores, pessoas e excesso de bagagem. “Muitos campos foram retirados do layout, agilizando o processo do empresário no momento da emissão do CT-e”, diz Gresser.

O MDF-e, que já tem três milhões de emissores no país e cerca de 58 milhões de documentos emitidos, passa a ter muito mais campos a serem preenchidos, pois campos que antes eram do CT-e passam a ser obrigatórios no MDF-e, como motorista e veículo por exemplo. “A alteração dos campos para o MDF-e garante melhor a informação sobre a efetivação do transporte de cargas”.

As empresas que utilizam os sistemas da Inventti terão suas soluções atualizadas automaticamente de acordo com a legislação.

Quem precisa emitir CT-e:

O CT-e é o documento fiscal para a prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal (Rodoviário, Aéreo, Ferroviário, Aquaviário e Dutoviário).

Quem precisa emitir MDF-e:

O MDF-e deve ser emitido por empresas prestadoras de serviço de transporte para prestações com mais de um conhecimento de transporte ou pelas demais empresas nas operações, cujo transporte seja realizado em veículos próprios, arrendados, ou mediante contratação de transportador autônomo de cargas, com mais de uma nota fiscal.

Sobre a Inventti:

A Inventti é empresa catarinense de TI com experiência de cerca de 20 anos de mercado e um total aproximado de 15 mil clientes ativos. É pioneira em Sistemas para Gestão de Documentos Fiscais Eletrônicos. A empresa registrou um crescimento de 28% no faturamento em 2016 e projeta 30% de crescimento para 2017.

 

 

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *