Infraestrutura de TI: 5 etapas para a modernização

Para atingir o objetivo de atender as expectativas cada vez mais altas de parceiros e clientes, a modernização da infraestrutura de TI é um caminho que a grande maioria das empresas está disposta a percorrer. A grande questão que esse cenário levanta é: de que forma exatamente esse processo será realizado?

Apesar de entenderem a importância da modernização da sua infraestrutura de TI, a maioria das companhias ainda comete alguns equívocos operacionais, como concentrar seu orçamento em talentos e novas tecnologias. A verdade é que, em muitos casos, não existe a necessidade de investimentos operacionais significativos, bastando a realização de um processo focado na avaliação, fundamentação e facilitação dos seus sistemas e ativos já existentes.


Todo esse processo pode ser divido em cinco etapas principais:

1. Recrie seu inventário de servidores

O primeiro passo tem início com a avaliação dos recursos disponíveis. E isso envolve a recriação do inventário de servidores. Um dos problemas mais comuns relacionados a servidores na infraestrutura de TI é a multiplicação aleatória deles. O fato é que muitos são criados apenas para necessidades e trabalhos específicos e, com o tempo, acabam perdendo sua função e apenas ocupando espaço.

A realização desse processo de maneira adequada dá origem à criação de um inventário detalhado de recursos, que permitem ao líder do setor de TI levantar informações que darão origem aos processos seguintes, de consolidação e racionalização.

2. Desenvolva processos de gerenciamento e ferramentas comuns

A Governança de TI é um conjunto de práticas que ordena os recursos e ferramentas, como softwares e sistemas, com os objetivos da empresa. Assim, fica fácil entender qual o próximo passo no processo de modernização da infraestrutura de TI. Depois que os recursos sem utilidades são descartados, é feita a implantação de uma governança que abranja toda a nova infraestrutura de TI.

O ponto principal dessa etapa é garantir que todas as partes essenciais da infraestrutura sejam contempladas pela governança. Isso inclui toda a infraestrutura de computação, a rede definida pelo software e as questões referentes ao armazenamento. Dessa forma, é possível medir o desempenho da realização das etapas seguintes para garantir que todas atinjam o ponto máximo de sucesso.

3. Redução do número de locais comuns

O próximo passo no processo de modernização da infraestrutura de TI é a diminuição dos espaços físicos da sua estrutura. Desse procedimento surgem alguns benefícios consideráveis, como a simplificação da gestão como um todo e da coleta geral de informações, além da redução de custos imobiliários relativos ao espaço.

É possível que a realização dessa etapa resulte em outras medidas para que se alcance a configuração ideal de toda a infraestrutura, como a relocação do Data Center.

4. Consolide a automação e quantidade de trabalho para renovar a infraestrutura de TI

Essa etapa dá continuidade ao processo de redução de recursos físicos de uma maneira ainda mais acentuada que a anterior. O que torna essa fase diferente é o foco no aumento da eficiência e do volume da carga de trabalho de cada um dos servidores da infraestrutura de TI.

Com a redução de recursos físicos, busca-se também a diminuição do custo total da infraestrutura de TI. A saída mais comum para garantir essa redução costuma ser a utilização da virtualização. Dessa forma, o espaço físico é otimizado e consegue armazenar mais tarefas. Essa etapa também é ideal para que sejam identificados quais processos da carga de trabalho também podem ser automatizados para tornar a infraestrutura de TI ainda mais eficiente.

5. Modernização da infraestrutura de TI: racionalize a variedade e o tipo de itens

Depois que os recursos físicos foram devidamente reduzidos para um número que demande menos custos e ainda assim mantenha sua eficiência, vem a etapa da racionalização. Nessa hora são definidos o tipo e a quantidade de recursos lógicos que a infraestrutura de TI terá presente nela. Vale destacar que esse é um processo contínuo, que se repetirá sempre que novas demandas forem inseridas na infraestrutura.

Ao final desses passos, fica claro que a modernização da infraestrutura de TI não demanda, necessariamente, grandes investimentos ou mudanças estruturas nas organizações. Muito pode ser resolvido com um olhar cuidadoso para os dispositivos internos do setor, sua avaliação rigorosa e organização.



Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *