Desenvolvedor: 4 dicas fundamentais para evoluir na carreira

A carreira de desenvolvedor, assim como todas da área de tecnologia, se mostra cada vez mais promissora. Se por um lado o crescimento das soluções digitais acabou provocando um número no aumento de amadores munidos de aplicativos querendo se passar por profissionais, por outro tem aberto novas possibilidades para profissionais sérios.

Mas com muitas possibilidades, também surgem muitas dúvidas. Que caminhos seguir? Como continuar crescendo numa profissão que muda tanto tão rapidamente? É o que vamos mostrar para você, interessado em sempre evoluir como desenvolvedor: dicas para levar sua carreira adiante, sempre para um patamar mais alto.

1. Defina um objetivo

O primeiro passo para evoluir na carreira de desenvolvedor é ter planejamento. É muito comum ver profissionais que começam a trabalhar sem qualquer tipo de direcionamento, basicamente indo onde a profissão os leva. Esse é o primeiro passo para ficar estagnado e, por consequência, insatisfeito.

Procure definir metas de médio e longo prazo para chegar a um objetivo. Pense naquela pergunta famoso dos processos de recrutamento e seleção: onde você se imagina daqui a cinco anos? Pense bastante e seja honesto nas respostas. Considerar as seguintes possibilidades pode ajudar:

• O que é mais importante para você? Satisfação pessoal? Dinheiro? Qualidade de vida?
• Você prefere ter um negócio próprio ou ter um alto cargo numa grande empresa?
• Você se vê trabalhando na área para sempre?
• Quais suas expectativas como profissional?

Não existe uma resposta certa. Vai depender do que você sente e busca para sua carreira de desenvolvedor. Mudar de ideia com o passar do tempo e rever algumas decisões também é normal. O importante desse passo é ter uma ideia clara de onde você quer chegar para que você possa tomar o caminho certo o quanto antes.


2. Faça certificações

Depois que você tem o seu objetivo de carreira definido, você precisa se manter atualizado para chegar até ele. Para um desenvolvedor, uma ótima forma de conseguir essa atualização é através de certificações. Elas preparam bem o profissional para desempenhar suas funções, são bem vistas pelo mercado e podem ajudar você a conseguir a vaga ou promoção que você tanto almejava.
Mas atenção: você deve escolher bem o tipo de certificação que vai fazer. Pesquisa bastante sobre as instituições de ensino que credenciam cada uma delas, como elas funcionam e a sua reputação no mercado. Depois, opte pela mais adequada aos seus objetivos. Na área de TI, as certificações oficiais da Microsoft, Oracle, Cisco e Novell são bem valorizadas.

3. Desenvolva suas soft skills

Nem só de diplomas e certificações vivem os bons profissionais. Algumas das características mais valorizadas pelo mercado de trabalho vão além da capacidade técnica. São os soft skills, competências de natureza social e comportamental de cada pessoa, como:

Trabalho em equipe: facilidade em lidar com diferentes pontos de vista, compartilhar opiniões e encontrar soluções trabalhando com outras pessoas.

Inteligência emocional: a capacidade de avaliar e gerenciar nossos próprios sentimentos e das pessoas a nossa volta.

Comunicação: no sentido de soft skill, a comunicação é avisa sobre problemas com antecedência, vai atrás de informações para a realização dos trabalhos e deixa seu trabalho devidamente registrado, para que possa ser continuado por outra pessoa.

Pensamento crítico: a capacidade de analisar e questionar as ações e, com base nisso, tomar as melhores decisões para a realização do trabalho.

Atitude positiva: a habilidade de engajar os companheiros de trabalho dividindo conhecimentos, oferecendo sugestões e propondo soluções em favor de um objetivo comum.

De uma maneira geral, as soft skills mostram sua capacidade em atuar e contribuir em uma equipe. Por isso, um desenvolvedor que pretende evoluir na carreira precisa superar o estereótipo de introspecção e inabilidade social e se posicionar como um jogador de time.

4. Mantenha a chama da curiosidade acesa

Com o passar do tempo, é normal ver profissionais de diferentes áreas, mesmo conceituados e bem-sucedidos, se acomodarem e pararem de evoluir na carreira. Para um desenvolvedor, essa é a pior situação que pode acontecer. Num mercado dinâmico como o de tecnologia, ficar parado no tempo pode ter consequências piores do que a falta de evolução na carreira, como a dificuldade de encontrar um lugar para trabalhar.

Todo desenvolvedor já foi um jovem extremamente curioso e interessado, que descobria as coisas sozinho ou trocando ideias com outros jovens. Esse é o espírito que precisa continuar vivo sempre. Se você deseja evoluir profissionalmente, deve manter a chama da descoberta acesa. É claro que a rotina e as responsabilidades da vida adulta vão tornar tudo mais difícil, mas o que é a carreira de desenvolvedor senão superar desafios, um atrás do outro?

Em resumo, para evoluir na carreira de desenvolvedor você precisa ter planejamento e foco para entregar todo o dinamismo que o mercado exige. Defina bem seus objetivos, estude a melhor forma de alcançá-los e dedique-se totalmente a isso. A recompensa pode até levar algum tempo, mas vai valer muito a pena.

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *