Gestão de Pessoas: como deixar de ser um chefe e se tornar um líder

Um dos maiores desafios para um empreendedor é administrar sua equipe. Mais do que encontrar as pessoas certas, com as habilidades ideais e o perfil desejado, a principal dificuldade é fazer com que elas se mantenham motivadas e realizem o melhor trabalho que são capazes.

É fácil entender o tamanho do obstáculo. Para quem empreende, a empresa é a realização de um sonho, algo que ele vive 24 horas por dia; para o colaborador, é mais um emprego, com hora certa para começar e acabar – e se algo melhor aparecer, ele pode simplesmente sair e deixar tudo para trás.

De fato, esperar que um colaborador tenha a mesma adoração pela empresa que o seu proprietário é querer demais. Mas existe, sim, uma forma de criar um ambiente inspirador e uma conexão mais profunda com os funcionários, que vá além do “só mais um emprego”. E a única pessoa capaz de realizar tal façanha é justamente o líder.

Chefe x Líder

No meio empresarial, o comparativo dos conceitos de chefe e líder é um assunto que já existe há bastante tempo. Ainda assim, dia após dia continuam surgindo relatos de colaboradores descontentes, reclamações e pessoas em cargos de chefia que não tem a menor capacidade de liderar.

O fato é que ser um líder exige dedicação constante e se não houver um compromisso sério, é um objetivo vai ficar apenas na intenção.

Principais qualidades de um líder

Basicamente, o líder se posiciona como parte da equipe e não alguém que está acima dela. Ele não apenas aponta o caminho, mas passa por ele lado a lado com seus colaboradores, sempre os motivando e preocupado em construir um bom ambiente de trabalho.

– Um líder dá o exemplo

Liderança tem muito a ver com ação. O verdadeiro líder é o primeiro a cumprir o que ele espera da sua equipe. Se você espera que os colaboradores sejam sempre pontuais, deve ser o primeiro a aparecer na empresa, por exemplo.

– Conhecimento

Poucas coisas são mais frustrantes do que receber ordens de alguém que se acomodou na profissão e parou no tempo. Mantenha-se sempre atualizado, faça cursos, leia e converse sobre o mercado com outros profissionais. Trabalhar para alguém muito bom no que faz é extremamente motivador.

– Saber ouvir

Não existe atitude mais “de chefe” que se isolar em sua sala e se manter inacessível para a equipe, que até parece indigna da sua presença. Um bom líder está sempre aberto a ouvir seus colaboradores, seja para ajudar a superar uma dificuldade, avaliar um trabalho ou até oferecer um conselho sobre a vida pessoal. O importante é deixar claro que você está disponível para conversar.

– Desafia a equipe

É papel do líder fazer com que o trabalho seja sempre estimulante. Isso significa mostrar que você reconhece o esforço de cada um e que ele vale a pena. Valorize boas ideias, estabeleça metas realistas e ajude sua equipe a atingi-las.

– Valoriza talentos

Reter talentos é um desafio para qualquer empresa e uma grande responsabilidade para um verdadeiro líder. Conheça sua equipe a fundo, seus pontos fortes e pontos fracos e quem é mais indicado para determinada tarefa. E dê sempre um feedback sobre os resultados apresentados – se forem negativos, aponte uma forma de melhorar.

E o mais importante…

Liderança não diz respeito a metas, números, lucro ou resultados. Liderança diz respeito a relacionamento. É a forma como você se relaciona com a sua equipe que define se você é um apenas um chefe ou um líder de fato. E lembre-se: uma equipe gerida por um líder é mais eficiente, feliz e competente. Um cenário onde todos ganham.

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *