Chatbots: aprenda a utilizá-los para vender mais

Uma das ferramentas mais usadas pelas empresas ultimamente são os chatbots. Se você já fez, visitou um site e tirou uma dúvida através do serviço de chat, tem grandes chances de ter conversado com um deles. Afinal, é para isso que servem: seguem uma programação específica para ajudar a empresa no atendimento aos consumidores, 24h por dia.

O que você talvez não sabia é que os chatbots podem ser muito mais que meros “respondedores de perguntas”; se trabalhados da maneira correta, é possível que esses robozinhos melhorem muito a sua relação com os clientes e até sejam os responsáveis por fazer com que a sua empresa venda mais. Nada mal para um programa, hein?

O que são chatbots?

Para entender como é possível fazer com que os chatbots melhorem suas vendas, precisamos entender os detalhes do seu funcionamento. Com uma linguagem um pouco mais técnica, podemos defini-los como programas de computador criados para reagir a interações humanas num ambiente de chat, sem que pareça que você está se comunicando com uma máquina.

Eles conseguem ler o que as pessoas escrevem, identificar dúvidas, fornecer informações com base no seu banco de dados e, o mais impressionante, aprender. Isso mesmo: os chatbots são capazes de aprender. Conforme eles vão interagindo com mais clientes, eles vão colhendo mais e mais dados, que são utilizados na hora de reagir e conversas com as pessoas.

Para fazer isso, eles contam com um sistema que analisa o texto (ou voz) do usuário através de uma série de algoritmos de identificação e interpretação. Depois, os bots analisam seu banco de dados criado em experiências anteriores para dar a resposta mais adequada.


Tipos de chatbot

Existem diversos tipos de chatbots, mas os principais são:

Atendimento de clientes/SAC: é o chamado atendimento de primeiro nível, feito de forma totalmente automatizada. Com esse tipo de chatbot, ganha-se em escala e os atendentes humanos podem ser realocados para outros atendimentos e funções.

Captação de leads: fica disponível no site da empresa e tem como objetivo tirar dúvidas sobre o produto ou serviço comercializado e coletar informações do lead para a equipe de vendas.

Pesquisas: ao invés de longas e tediosas pesquisas, o chatbot realiza a coleta de informações com um diálogo mais animado e atraente, evitando que o entrevistado se disperse ou perca o interesse.

Reservas e agendamentos: consultórios, restaurantes, hotéis, entre outros, utilizam os serviços de chatbots para realizar agendamentos e reservas de horários.

Vantagens de usar um chatbot

Existem diversas vantagens no uso de chatbots numa empresa.

Redução de custos: com um chatbot, você pode atender demandas básicas sem utilizar um atendente humano, diminuindo consideravelmente seus custos.

Disponibilidade: com um chatbot no seu site, você tem um atendente disponível 24h por dia, 7 dias por semana, sempre bem-humorado e disposto a ajudar mesmo os clientes mais indecisos.

Escalabilidade: a utilização de um bot permite que sua empresa atenda inúmeros clientes ao mesmo tempo, sem demora ou fila de espera.

Chatbot: como utilizá-lo para vender mais

A utilização de chatbots é tão vantajosa para empresas que grandes nomes do varejo já passaram a utilizá-los como principal meio de atendimento ao cliente, como é o caso da NetShoes. Vamos ver agora como você pode fazer isso na sua empresa e vender mais com a ajuda dessa tecnologia:

– Demonstração de produto

Imagine um consumidor que acessa seu site, mas, ao invés de usar a barra de pesquisa para procurar o produto ou serviço no qual ele está interessado, ele utiliza o chatbot. Isso agiliza a demonstrações de possibilidades, que são apresentadas num contexto de atendimento, o que melhora a experiência de compra dos clientes e aumenta consideravelmente as chances de conversão.

– Reconhecimento de clientes

O acesso do chatbot aos dados é fundamental no processo de recompra. Quando um cliente antigo entra no site, o bot automaticamente acessa uma lista do que ele comprou por último e pode sugerir a opção de comprar novamente ou apresentar itens relacionados. Além disso, vendo o histórico do cliente, é possível identificar o gosto dele e oferecer lançamentos quando ele entrar no site.

– Evitar o abandono de carrinho

Um dos maiores inimigos do e-commerce, o abandono de carrinho pode ser evitado com um serviço bem feito de chatbot. Ele pode ser programado para acompanhar o ciclo de compras e intervir nos momentos mais cruciais, de acordo com informações do seu banco de dados. Além disso, a qualidade de atendimento do chatbot também contribui para que o carrinho de compras não seja abandonado antes da compra ser concretizada.

– Serviço no Checkout

A finalização da compra também representa uma ótima oportunidade para o chatbot, que pode oferecer outros serviços relacionados e uma série de recursos, como fotos e vídeos, para tornar a experiência de compra mais positiva e fazer com que o cliente volte a fazer negócio na sua loja.

Aplicativos para criar seu chatbot

É possível encontrar na internet diversos aplicativos para criar seu próprio chatbot, como o Chatfuel, Botsify, Meokay e Drift. Cada um tem seu próprio estilo e especificações próprias. O ideal para você que deseja criar um para a sua empresa é experimentar algumas opções de maneira aprofundada e ver qual se encaixa melhor no seu estilo de administração.

Das novas tecnologias que aparecem como “a grande novidade do mercado”, sem dúvida a dos chatbots é uma das mais promissoras, principalmente por já estar em pleno funcionamento em diversas grandes marcas. É também uma tecnologia bastante conhecida pela maioria dos usuários através dos seus smartphones. Por tudo isso e pela facilidade de ferramentas que permite sua implantação, vale a pena testar no seu negócio.

 


Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *