Certificado A1 ou A3, qual escolher?

O momento de contratar um certificado para uma empresa é muito duvidoso, visto que esse documento é, na verdade, a assinatura do estabelecimento em toda a tarefa fiscal que for realizada. Porém, essa dúvida não surge apenas sobre qual a empresa mais adequada para o contrato, mas também pelo motivo de existirem dois formatos de certificado: o A1 e o A3.

Grande parte das pessoas que vão a um estabelecimento procurando contratar um certificado, não conhecem as diferenças de cada um deles e, por esse motivo, acabam escolhendo sem pensar muito sobre os ganhos possíveis de cada um deles. Por isso, a Inventti resolveu fazer um comparativo entre o A1 e A3, visando sanar as dúvidas que possam surgir sobre cada tipo de certificado.

A1 x A3

ARQUIVO ELETRÔNICO MÍDIA FÍSICA
Flexibilidade nas máquinas Funcionamento em apenas uma máquina
Possibilidade de automação Necessidade de senha em cada emissão
Necessária uma instalação simples e rápida apenas uma vez Necessário plugar o certificado toda vez que emitir documentos
1 ano de validade 3 anos de validade
Facilidade para uso em filiais Dificuldade para usos em outros estabelecimentos
Menor preço Mais caro
Necessita de Backup de segurança do arquivo Mais seguro no sentido de perda do documento
Facilita o uso remoto das ferramentas fiscais Dificulta o uso remoto
Pode ser usado em celulares, computadores e tablets Pode ser usado apenas em computadores

Qual o recomendado?

Atualmente, as empresas de soluções trabalham para trazer cada vez mais facilidade aos seus clientes nos quesitos de gestão, por esse motivo, o uso da tecnologia para as ferramentas vem em um grande crescimento. Por esse motivo, é recomendável o uso do certificado A1, pois é um arquivo eletrônico que proporciona uma maior gama de possibilidades em facilidade na emissão de documentos fiscais.

O A1 é muito recomendado para empresas que utilizam softwares de emissão automática, e para negócios que já possuem filiais ou várias lojas. Esse certificado facilita nessas situações devido à facilidade na instalação e flexibilidade para as máquinas. Assim, é possível instalar o certificado num alto número de dispositivos diversificados, além de permitir a automação funcional que algumas soluções oferecem.

 

Veja um pouco mais sobre o certificado A1 nesse artigo que fizemos apontando as vantagens desse documento.

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *