A obrigatoriedade do GTIN traz facilidade nos processos logísticos

A obrigatoriedade do preenchimento do GTIN -Numeração Global de Item Comercial – nas notas fiscais eletrônicas, a partir de 1° de julho, vai agilizar os processos logísticos e garantir mais segurança e possibilidade de rastreabilidade na entrega dos produtos.

O campo específico para o código de barras dos produtos na NF-e já existia, mas seu preenchimento não era obrigatório. Esta numeração é controlada pela GS1, representada no país pela GS1 Brasil – Associação Brasileira de Automação. A GS1 é responsável pela padronização de processos de logística e rastreabilidade na cadeia de suprimentos e demanda.

O GTIN na Nota Fiscal Eletrônica vai facilitar a gestão de produtos, sua rastreabilidade e estimular a automação na cadeia logística. De acordo com a GS1, com a nova norma, o controle e a gestão de produtos como alimentos e remédios será otimizado consideravelmente. No caso dos medicamentos, por exemplo, as possibilidades de fraude, desvio ou falsificação serão reduzidas consideravelmente, uma vez que, com o preenchimento do número GTIN, será possível rastrear o produto em toda a cadeia de suprimentos.

Saiba mais sobre esta assunto acessando: http://migre.me/58E7E

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *