4 dicas de Marketing Pessoal para o profissional de tecnologia

No dia a dia, você se depara com várias ofertas de produtos e serviços através de fotos em anúncios, na televisão, no rádio ou na internet. Em todos esses anúncios, o vendedor se esforça pra fazer a melhor imagem possível do item que ele está anunciando. Fala do preço, da utilidade, da exclusividade… tudo pra parecer que o receptor da sua mensagem precise comprar o que ele está vendendo.

Agora imagine que você é o produto que está sendo vendido. E que você mesmo também é o profissional responsável por vende-lo. Pois isso é o marketing pessoal. O conjunto de estratégias que utilizamos para aumentar nosso valor pessoal percebido. Do mesmo jeito que os vendedores do primeiro exemplo se esforçavam pra destacar os diferenciais de seus produtos, você faz o mesmo com suas qualidades.

De uma forma ou de outra, todos usamos um pouco de marketing pessoal todos os dias, mesmo que sem perceber. Quando nos arrumamos pra uma festa ou pra um encontro, escolhemos roupas que esteja de acordo com nossos objetivos nessa situação, por exemplo.

No mercado de trabalho o marketing pessoal também está muito presente – e é também muito importante. Saber se vender pode fazer toda a diferença na hora de fechar um bom negócio. E isso se aplica para profissionais de tecnologia também, mas com algumas particularidades característica da área. Como? Vejas dicas a seguir e comece a já a melhorar a sua imagem no mercado:

1. Cuide da sua aparência

Nos escritórios mais formais, os profissionais de tecnologia são vistos como aqueles que podem se aproveitar da vantagem de trabalhar vestidos do jeito que quiserem. Todo mundo já ouviu a história de algum fulano do TI que foi trabalhar de pijama.

Mas por mais que seja realmente libertador vestir o que quiser pra trabalhar, deve-se tomar um pouco de cuidado. Nem todo mundo vai ter a oportunidade de conhecer você direito, então elas vão tirar suas impressões de você a partir da imagem que você oferece. E um sujeito desleixado que vai trabalhar de pijamas parece pouco profissional e desrespeitoso. Considerando que o escritório é o lugar onde você pode fazer um bom networking, essas opiniões podem lhe custar alguns bons negócios no futuro.

Capriche um pouco mais no seu visual. Não precisa abrir mão totalmente do conforto ou da personalidade: apenas não exagere.

2. Seja comunicativo

Muitos profissionais de tecnologia são introspectivos e não gostam de perder tempo com as frivolidades do dia a dia empresarial, que envolvem conversas vazias sobre o tempo com desconhecidos. É perfeitamente compreensível, mas, ao mesmo tempo, repreensível.

Um ambiente de trabalho exige que as pessoas interajam entre si. Isso não quer dizer que você precise gastar seu tempo jogando conversa fora, mas apenas se mostrar aberto para conversar e resolver problemas. De vez em quando, saia do seu lugar e visite outros setores, pergunte se o sistema está funcionando perfeitamente e se pode ajudar em alguma coisa.

Para os outros funcionários, o TI é um lugar fechado, meio que à parte do resto da empresa. Quebre esses pré-conceitos mostrando que você está no mesmo barco, colocando-se à disposição e posicione-se como parte do time.

3. Tenha repertório

O mundo da tecnologia é fascinante, mas é muito importante entender que pra maioria das pessoas, escolher um filme na Netflix é o máximo de tecnologia que elas lidam no dia a dia. Procure variar seus assuntos, não seja apenas “o cara do computador”.

Procure ao menos estar informado sobre as notícias do mundo e da sua cidade, pra ficar por dentro do que as pessoas estão comentando. Gestores normalmente são pessoas muito comunicativas que adoram falar sobre diversos assuntos. Poder trocar uma ideia com eles pode contar muitos pontos positivos para a sua carreira profissional.

4. Seja visto

O mundo empresarial não costuma ser muito atrativo para profissionais de tecnologia. Mas você não pode esquecer que é um profissional e faz parte ativa desse universo. Por isso, é importante que você seja visto como parte da empresa onde trabalha, uma peça de valor na estrutura organizacional e não apenas um funcionário que chega, trabalha e vai embora, facilmente substituível.

Compareça em eventos e palestras, mostre sua cara. Além de contribuir para o seu aprimoramento pessoal, esse tipo de coisa ajuda a posicionar você no mercado como alguém interessado e por dentro das novidades da área.

Além disso, situações como essa são fundamentais para a construção de um bom networking. Até happy hours estão valendo. Aproveite para interagir com pessoas da sua área, ouvir o que elas têm a dizer e contar também suas experiências. Quem sabe você não acaba encontrando aquele sócio que você tanto procurava pra tirar o seu sonho de um negócio próprio do papel?

Essas são apenas algumas dicas de como você pode trabalhar o seu marketing pessoal. Existem muitas outras formas de você aumentar o seu valor percebido no mercado de trabalho. O importante é que você não faça nada forçado que vai contra a sua personalidade, pois pode acabar passando a imagem completamente oposta.

Ninguém conhece seus pontos fortes melhor do que você. Use-os!

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *